Scroll Top

ESPETÁCULO SOCIOCOMUNITÁRIO “THALASSOS” PASSA POR CANTANHEDE

CANTANHEDE

O vice-presidente da Câmara Municipal, Pedro Cardoso, participou na sessão de apresentação do espetáculo sociocomunitário “Thalassos”, no âmbito do projeto cultural em rede que envolve os municípios de Figueira da Foz, entidade líder da programação, Cantanhede e Mira. À semelhança de outros projetos comunitários já apresentados em Cantanhede, também este tem como diretor artístico André Varandas. 

O espetáculo, resultado de uma plena criação artística, propõe desenvolver uma narrativa em torno deste emblemático elemento que tem acompanhado a evolução das comunidades ao longo de todos os tempos – o mar. Será a plena concretização de um projeto partilhado, em que a participação de representantes das forças vivas culturais locais se fundem num todo, num mesmo resultado, seja pelo próprio movimento coletivo das associações que assumem um papel preponderante na dinâmica e afirmação cultural local, seja pela participação de valores individuais dos três territórios – Cantanhede, Figueira da Foz e Mira. 

Será uma oportunidade de partilha de experiências e saberes, cujo resultado será, sem dúvida, a manifestação do coletivo, do contributo de cada um e de todos, que se traduzirá num momento memorável.

O espetáculo será apresentado na Praça Marquês de Marialva, Cantanhede, em frente aos Paços do Concelho, nos dias 7 e 8 de outubro, às 21h30, com entradas gratuitas, mas sujeitas a bilhete de ingresso, que pode ser levantado do Museu da Pedra, Museu ZX Spectrum e Posto de Turismo de Cantanhede, já a partir da próxima semana.

A Rede que constitui a presente operação surge com uma parceria entre os três municípios: Figueira da Foz (líder da parceria), Cantanhede e Mira, tendo como elemento identitário do território o mar. Também a Arte-Xávega é pedra de toque e o cerne deste projeto, uma vez que representa uma manifestação do património cultural imaterial praticada há centenas de anos nestes territórios e é muito expressiva do ponto de vista cultural, social e turístico.

Ao longo desta temporada têm vindo a ser realizadas mais de 200 ações/atividades multiculturais e transdisciplinares com manifesto envolvimento dos agentes culturais locais, numa clara valorização e progressiva profissionalização do tecido cultural da Região para a sustentabilidade da rede.

Posts relacionados