Scroll Top

COMEMORAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DA PROTEÇÃO CIVIL TEVE LUGAR EM MIRA DURANTE CINCO DIAS 

MIRA

O Dia Internacional da Proteção Civil foi comemorado em Mira nos dias 1, 2, 3, 4 e 5 de março. “Por uma Região resiliente e preparada” foi o mote da iniciativa que juntou, no Jardim do Visconde, muitos carros de bombeiros vindos de vários pontos do distrito de Coimbra e não só, bem como da PSP e da GNR.

Este evento foi visitado por alunos das escolas e utentes da CERCIMIRA e foi organizado pela Câmara Municipal de Mira em cooperação com o Comando Sub-regional de Emergência e Proteção Civil, a CIM Região de Coimbra, a Proteção Civil Municipal e a Associação Humanitária Bombeiros Voluntários de Mira. 

A data foi, assim, assinalada com exposições, simulacros, workshops e demonstrações técnicas, com o objetivo, segundo os organizadores, “de destacar a importância da informação e prevenção, na construção de comunidades mais seguras e resilientes.”

João Maduro, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Mira, disse ao Jornal da Gândara que “a iniciativa teve um balanço muito positivo” e acrescentou “desde logo pela capacidade organizativa demonstrada ao conseguir juntar diversos Agentes de Proteção Civil no mesmo espaço, apresentando uma exposição estática de meios operacionais que diariamente nas suas diversas tipologias e responsabilidades respondem à emergência e concorrem para a segurança do cidadão e do seu património.”

Depois, continuou, “sinto que nós precisamos de trabalhar a cultura de segurança e de prevenção junto das nossas populações, para isso nada melhor apostar na formação dos nossos jovens inseridos na comunidade escolar que de forma organizada nos visitaram durante os dias da exposição. E só por aqui senti que cumprimos o objetivo, os jovens de diversas idades interagiram e levaram para casa os conhecimentos que adquiriram junto dos vários Agentes de Proteção Civil, e isso acaba por ter reflexo nas conversas de família em que os mais novos partilham ensinamentos com os mais velhos. Posso dar o exemplo do meu filho de 3 anos, quem com capacidade de síntese conseguiu transmitir em casa todos os passos e recomendações que o nadador-salvador lhe transmitiu, ouvir isto da boca de um miúdo é gratificante e faz acreditar que precisamos de mais iniciativas desta natureza.”

João Maduro referiu, ainda, que “iniciativas desta natureza são sempre muito importantes não só para os Bombeiros como para os vários agentes que fazem parte do sistema de Proteção Civil. Numa sub-região caracterizada por diversas e complexas tipologias de risco, todos ganhamos ao mostrar junto de quem deposita toda a confiança em nós, que o sistema de Proteção Civil funciona nas suas várias dimensões e valências, onde os Bombeiros independentemente de profissionais ou em regime de voluntariado são um importante agente do sistema. Para isso nada melhor que potenciar eventos desta natureza em que saímos fora de portas e expomos as nossas valências, mostramos a nossa atividade com simulacros e exercícios, falamos com as pessoas e respondemos às suas questões.”

A terminar, disse que “pessoalmente, sinto-me realizado por se ter assinalado o dia internacional da Proteção Civil em Mira, dando uma “rara” oportunidade às pessoas de conhecer mais sobre quem zela diariamente pela sua segurança.”

Posts relacionados