Scroll Top

CICLO DE TEATRO AMADOR COM QUATRO PROPOSTAS PARA ESTE SÁBADO

CANTANHEDE

Cerca de um mês depois do seu início, o XXIII Ciclo de Teatro Amador do Concelho de Cantanhede prossegue este sábado, 25 de fevereiro, com mais quatro espetáculos imperdíveis.

No salão da Junta de Freguesia de Cadima sobe ao palco, às 21h30, o Grupo de Teatro Amador da União Recreativa de Cadima, para apresentar “Os bravos do Kosovo”, um drama de Carlos Alberto Machado que relata a história de um amor impossível em tempo de guerra, pela experiência da participação de um contingente militar português naquela terra desfeita pelos horrores e atrocidades bélicos.

À mesma hora, mas no auditório do Centro Paroquial de S. Pedro, em Cantanhede, atua o Grupo Cénico do Clube União Vilanovense, com “O Raio é Que Vai!”, uma adaptação da obra de Laurent Baffie que conta a história de quatro desconhecidos que se encontram no consultório psiquiátrico de um conceituado médico com uma taxa de sucesso de cura dos seus pacientes de 100%. Depois da estranheza inicial de um encontro inesperado numa sala de espera, acabam por perceber que têm muito em comum.

O grupo Pequenas Vozes de Febres volta a levar à cena o musical “Sambi”, baseado na história do Rei Leão, desta feita na sede da Associação Cultural e Desportiva do Casal, às 21h30.

“A Mulher sem pecado”, de Nelson Rodrigues, é o espetáculo que completa o programa deste sábado. Sobe ao palco do salão da Junta de Freguesia de Murtede, também às 21h30, pelo Grupo de Teatro Amador da Tocha.

A história desenvolve-se em torno do excessivo e patológico ciúme que um homem sente pela segunda esposa. A sua paralisia inventada e a perseguição obsessiva são motivos para piorar a relação marital. Quando Olegário reconhece a total fidelidade da esposa, é que esta foge com o motorista da casa.

O XXIII Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede decorre até abril e levará 17

grupos e mais de 300 atores a diversos palcos do concelho.

Posts relacionados