Scroll Top

ASSINADO PROTOCOLO PARA CONSTRUÇÃO DE 22 MORADIAS PARA ARRENDAMENTO A CUSTOS ACESSÍVEIS 

MIRA

Com a presença da ministra da Habitação, Marina Gonçalves, decorreu no passado domingo, 13 de agosto, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mira, a cerimónia de assinatura do Protocolo de Cooperação e Financiamento do Município de Mira com o IHRU I.P. e a CIM Região de Coimbra no âmbito do projeto de Habitação a Custos Acessíveis. 

O protocolo foi assinado pelo presidente da edilidade e pelo presidente do IHRU, António Leitão. 

O vereador Bruno Alcaide explicou o protocolo tendo adiantado que “serão 22 moradias de habitação para arrendamento a custos acessíveis, a construir na Urbanização Videira Norte, Praia de Mira”. 

Refira-se que, segundo nota de Imprensa da edilidade mirense, “este acordo é celebrado na sequência de protocolo estabelecido entre a CIM Região de Coimbra e o IHRU para concretização de Parque Público de Habitação a Custos Acessíveis na Região de Coimbra, o qual prevê um dos maiores investimentos a nível regional em parque público habitacional, num valor estimado de 250,3M €, para concretização de 1.618 fogos”. 

Raul Almeida, presidente da edilidade, frisou “a vontade do Município em querer iniciar este processo o quanto antes” e, sublinhou, ter apresentado “este projeto ao IHRU e ao Ministério da Habitação, para podermos avançar com o loteamento que está parado há vários anos”. 

Agora, referiu, “foi aprovado e temos neste momento condições para avançar” tendo, ainda, adiantado que o objetivo é “construir 38 habitações para arrendamento acessível, num investimento global de cerca de 11 milhões de euros. Numa primeira fase vai contemplar 22 moradias T3 e T4, para depois ser alargado a mais dois blocos de apartamentos com 16 habitações”. 

O edil mirense disse, ainda, crer que “ao melhorar o acesso à habitação será possível promover o desenvolvimento da sociedade” e que “o investimento feito para criar oportunidades no sector empresarial tem de ser complementado também com o parque habitacional”. 

Marina Gonçalves, além de sublinhar “o bom entendimento entre as partes” disse que “temos hoje, a capacidade de assinar este acordo, porque houve vontade do Município de Mira e da CIM-RC, em fazer-nos chegar este projeto, para satisfazer a necessidade de dar resposta às famílias na questão da habitação”. 

Na referida cerimónia marcaram presença os vereadores Artur Fresco, Madalena Santos e Tiago Cruz, o presidente da Assembleia Municipal, Nelson Maltez, os presidentes das juntas de freguesia da Praia de Mira, de Mira, dos Carapelhos e do Seixo, respetivamente Francisco Reigota, Carlos Costa, Carla Santos e Rui Pedro Rocha, bem como outras entidades locais. 

Posts relacionados