Scroll Top

PARCERIA ENTRE POLITÉCNICO DE COIMBRA E CENTRO TUMO PROMOVE OPORTUNIDADES PARA DOCENTES E ESTUDANTES 

DO OUTRO LADO

O Politécnico de Coimbra (IPC) vai passar a ser parceiro académico do Centro TUMO em Coimbra. O Politécnico de Coimbra e Associação Topsail Portugal, que promove o Centro TUMO em Coimbra, estabeleceram, no dia 11, um protocolo de parceria que regula as formas de cooperação entre as duas instituições, com um espírito construtivo e de colaboração e transparência, para a implementação do Projeto TUMO e para o desenvolvimento de atividades em matéria de educação e formação.

 

O protocolo foi assinado por Jorge Conde, presidente do IPC, e por Pedro Santa Clara, administrador da Associação, numa ocasião que incluiu uma visita ao Centro TUMO por parte de elementos da Presidência e de dirigentes do IPC.

Para Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, o protocolo assinado com a TUMO vem tornar o Politécnico de Coimbra parceiro de um modelo inovador de aprendizagem. “Os jovens de hoje têm ritmos e formas próprias de aprendizagem a que os professores e as instituições se vão ter de adaptar, pelo que aprender a alcançar esse paradigma com a TUMO é uma mais-valia para nós”, afirma o responsável, garantindo que o IPC quer ser uma instituição inovadora no plano pedagógico e esse objetivo alcança-se “experimentando novas soluções”.

 

O Centro TUMO, situado na baixa de Coimbra, oferece um programa extracurricular gratuito que se distingue pela sua natureza filantrópica (gratuita e aberta a todos os jovens do grupo etário 12-18 anos) e pedagogicamente inovadora (modelo de ensino que coloca os jovens no controlo da sua própria aprendizagem, num formato peer-to-peer, com o apoio de monitores e especialistas).

 

Caberá ao Politécnico de Coimbra apoiar o envolvimento de docentes e investigadores nas atividades do TUMO, tais como atividades de mentoria, tutoria ou prestação de serviços especializados como sejam aulas, workshops e bootcamps a realizar na TUMO, realizar cursos conjuntos ou atividades complementares (bootcampsworkshops, etc), de acordo com a formação específica prevista no TUMO, promover a realização de atividades conjuntas IPC/TUMO nas instalações do IPC, com envolvimento de investigadores e docentes do IPC, entre outras ações.

 

Por sua vez, caberá à Associação colaborar na formação dos estudantes do IPC, nomeadamente através de estágios como forma de facilitar a sua integração no mercado de emprego e que possam constituir um suplemento ao diploma, entre outras ações.

Posts relacionados