Scroll Top

LABORATÓRIO DO ENVELHECIMENTO DE ÍLHAVO DUPLAMENTE PREMIADO

DO OUTRO LADO

A Câmara Municipal de Ílhavo foi reconhecida, uma vez mais, pelas suas políticas públicas desenvolvidas na área do envelhecimento, nomeadamente, pelo trabalho desenvolvido no seu Laboratório do Envelhecimento, inaugurado no ano passado.

As distinções foram da Ordem Profissional dos Psicólogos que atribuiu ao Município de Ílhavo o título de “Comunidades Pró-Envelhecimento 2022/2024” e da Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais que concedeu o “Selo de Mérito”.

A Ordem dos Psicólogos Portugueses distinguiu a Câmara Municipal de Ílhavo com o selo “Comunidades Pró-Envelhecimento 2022/2024”, reconhecendo o empenho da autarquia na implementação de políticas, programas, planos estratégicos e boas práticas, que manifestam um compromisso forte e efetivo com a promoção do envelhecimento saudável e bem-sucedido, ao longo de todo o ciclo de vida. No total, foram apresentadas 85 propostas a nível nacional e reconhecidas 72 candidaturas, entre as quais está a Câmara Municipal de Ílhavo.

A cerimónia de entrega dos selos decorreu no dia 14 de abril, em Évora, tendo o Município de Ílhavo sido representado pela Vereadora Mariana Ramos.

Já a Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais atribuiu o Selo de Mérito, reconhecendo a linha programática do Laboratório do Envelhecimento, para os cuidadores informais. No total, foram apresentadas 54 propostas a nível nacional e reconhecidas 42 candidaturas, entre as quais está a Câmara Municipal de Ílhavo.

No seu primeiro ano de atividade, o Laboratório do Envelhecimento já conquistou 5 prémios, nacionais e internacionais. Além dos prémios atribuídos, são também sinónimo de reconhecimento as visitas que o Laboratório do Envelhecimento tem recebido, por parte de comitivas de técnicos e investigadores, provenientes de Portugal e de outros países da Europa, com o intuito de conhecerem o modelo de implementação das políticas públicas de envelhecimento no território de Ílhavo. É o caso de uma comitiva de investigadores da Tampere University of Applied Sciences, da Finlândia, que recentemente visitou o Município de Ílhavo.

Posts relacionados