Scroll Top

JOVENS SEM DIREITO A INTERVIR NA COMEMORAÇÃO DO 25 DE ABRIL

comunicados

A Juventude Socialista de Mira expressa, mais uma vez, o seu desagrado e descontentamento  relativamente à ausência de qualquer convite deste Executivo para intervir nas comemorações do 25  de abril.  

Como é sabido, tanto a nível nacional como local, as diversas juventudes partidárias ou os  representantes dos Conselhos Municipais da Juventude são convidados a estarem presentes e a  intervirem nas celebrações, como sinal de vitalidade e reconhecimento pelos valores de abril e da  nossa democracia. 

No ano passado, alertámos o Executivo para esta situação, como explica o nosso Presidente Manuel  Conceição, “Em 2022, como não houve convite, ficámos no exterior das cerimónias em protesto com  esta decisão. O 25 de abril é de todos e deve ser preservado por todos e os Jovens deviam assumir um  papel importante na sua preservação. É por isto que defendemos que deveriam ter um espaço para  intervir nestas cerimónias. Apesar de termos tomado esta posição no ano passado, no final das  cerimónias confrontei o Executivo com esta opção, mas nada foi feito, o que não me surpreende dada  a relevância que tem sido dada à Juventude neste Concelho”. 

Nas cerimónias deste ano, a Juventude Socialista de Mira optou por não comparecer, numa clara  tomada de posição difícil, mas necessária. 

Esta nota de imprensa foi redigida por este órgão e a informação que nela é descrita é da estrita  responsabilidade da Juventude Socialista de Mira. 

Posts relacionados