Scroll Top

IP ENCERRA TRÂNSITO NA PONTE DE ALFARELOS, NA EN347, PARA REABILITAÇÃO

DO OUTRO LADO

A Infraestruturas de Portugal encerrou ao trânsito a ponte de Alfarelos, sobre o rio Mondego na EN347, a partir das 16 horas de dia 14 de novembro, por forma a permitir os trabalhos de reabilitação urgentes de que esta obra de arte necessita. 

Esta intervenção teve o acordo das Câmaras de Montemor-o-Velho e de Soure, servidas pela infraestrutura, e tem como objetivo primeiro garantir a segurança e a proteção de todos aqueles que diariamente usam esta ponte. 

Em resultado das inspeções periódicas ao estado de conservação da ponte que a IP desenvolveu, foram identificadas diversas anomalias que têm evoluído de forma desfavorável e que urge corrigir.

A empreitada de reabilitação da Ponte sobre o Rio Mondego situada na EN347 a sul de Montemor-o-Velho e a norte de Alfarelos, no concelho de Soure, distrito de Coimbra significa um investimento de cerca de 2,4 milhões de euros e tem um prazo de execução de aproximadamente um ano, permitindo não só reabilitar a ponte como reforçá-la, de forma a aumentar a sua durabilidade estrutural, prolongando a sua vida útil.

A implementação deste constrangimento de trânsito é indispensável, como já referido, para garantir a segurança dos utilizadores da EN 347 e dos trabalhadores da obra, e para permitir, dadas as características da ponte, desenvolver a intervenção de forma mais eficaz, nomeadamente em termos de prazo.

Durante esse período serão criados os seguintes percursos alternativos, que estarão devidamente sinalizados no local:

Para veículos Ligeiros (cor roxo)

– Utilizar a EN 341 e M601 passando por Verride e Vila Nova da Barca.

Para o trânsito de veículos Pesados: (cor verde) 

– Utilizar a EN342 passando por Soure e Louriçal até à EN109 ou A17;

– Utilizar a EN347 direção Condeixa até ao IC2 ou A1.

Sem prejuízo desta urgente e necessária empreitada de reabilitação da ponte de Alfarelos, o Governo, perante o alerta dos presidentes de Câmara de Montemor-o-Velho e de Soure, encontra-se a estudar outras alternativas de mobilidade que possam ajudar a solucionar os constrangimentos que as populações desta região sentem, por forma a garantir que haja uma melhoria considerável no trânsito. 

Para já, o Governo tem em curso um conjunto de investimentos que visam remodelar a estrutura viária à escala municipal e sub-regional, desviando o tráfego de pesado do centro de Montemor-o-Velho e melhorando as condições de acessibilidade ao Terminal Ferroviário de Alfarelos e às zonas industriais em desenvolvimento localizadas a sul do rio Mondego.

O primeiro destes investimentos, no valor de 6 milhões de euros, corresponde ao desnivelamento da EN347 à Linha do Norte e ao Ramal de Alfarelos, encontra-se já em fase de concurso para a execução da obra, estando a abertura de propostas fixada para o próximo dia 2 de dezembro. A obra deverá iniciar-se até junho de 2023 e concluir até final de 2024.

Em paralelo, encontra-se em elaboração o projeto para a construção da variante nascente de Montemor-o-Velho, contratado em junho deste ano. Concluída a fase de Estudo Prévio, o projeto será submetido à Agência Portuguesa do Ambiente para procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental, seguindo-se a fase de Projeto de Execução. O concurso para obra poderá ser anunciado ainda em 2024 e a obra deverá iniciar-se em 2025.

O Governo mantém ainda o seu empenho para que se possa estudar uma outra variante, entre Alfarelos e Taveiro, a sul do Rio Mondego, bem como a possibilidade do seu prolongamento para ligação à variante nascente de Montemor-o-Velho, estando em curso a celebração de um acordo de colaboração entre a CIM Região de Coimbra e a Infraestruturas de Portugal para o desenvolvimento do Estudo Prévio.

Posts relacionados