Scroll Top

FEIRA DO LIVRO REGRESSA À BAIXA DE COIMBRA PARA CONFIRMAR A SUA CENTRALIDADE

DO OUTRO LADO

De 23 de junho a 2 de julho, a Praça do Comércio torna-se no epicentro que impulsiona dinâmicas criativas e dialogantes, a reflexão, o encontro e a partilha de conhecimento em torno da celebração do livro e da leitura. Com uma programação diferenciadora e transformadora do território, que confere centralidade à palavra, esta edição da Feira do Livro, promovida pela Câmara Municipal (CM) de Coimbra, desenvolve-se em torno de vários eixos temáticos: comemoração dos centenários de autores consagrados da literatura portuguesa e da Biblioteca Municipal de Coimbra, promoção da língua portuguesa numa perspetiva global, promoção de artistas emergentes e estreita ligação ao ecossistema cultural local, através de encontros com autores, espetáculos e outras manifestações artísticas para todos os públicos. A oferta contempla, ainda, ateliês dedicados ao livro e programação convergente pelas editoras presentes no evento. Enquadrada numa área que compreende, para além dos stands, uma zona lounge e um auditório, a Praça do Comércio será preenchida por dezenas de expositores, representantes de editoras, livrarias, alfarrabistas e projetos editoriais, alguns dos quais sediados em Coimbra. A Feira do Livro foi apresentada hoje, 5 de maio, data em que se assinala o Dia Mundial da Língua Portuguesa, na Praça do Comércio, com a presença do presidente da CM de Coimbra, José Manuel Silva. 

 

Contando com a parceria de diversas entidades locais ao nível da produção (Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra e Associação de Doceiros de Coimbra), da programação (Associação Portugal Brasil 200 anos, Associação Apura, Associação Há Baixa, Cooperativa Bonifrates, Associação Recortar Palavras e Associação Académica de Coimbra), de comunicação (Rádio Universidade de Coimbra) e com o apoio do Forum Coimbra, da Fundação INATEL e d’ A Previdência Portuguesa, este evento-âncora da CM de Coimbra pretende dar continuidade à revitalização da Baixa da cidade, numa lógica de valorização e de envolvimento do tecido comercial local.

 

A Garota Não, Afonso Cruz, Lisbon Poetry Orchestra, José Fanha, Adolfo Luxúria Canibal, Isabel Stilwell, Joana Alegre, Vicente Alves do Ó, Maze & Spock, José Gomes Mendes, NERVE, Laurentino Gomes, Filipa Martins, Maria Bochicchio, Milu Loureiro, Guilherme de Oliveira Martins, Fernando Marques Pereira, José Augusto Cardoso Bernardes, Luís Osório, Mauro M. Nakamura, Nuno Gomes, Regina Guimarães, Rui Couceiro, Bruno Paixão, António Carlos Cortez, entre muitos outros, enformam assim uma programação abrangente e eclética, que pretende colocar a tónica na promoção do livro e da leitura, num espaço que constitui um importante ponto de cruzamento entre dinâmicas culturais, públicos, turistas e o tecido comercial da Baixa da cidade. 

 

A Feira do Livro compreende, no total, 40 stands, contando com múltiplas editoras e representantes de renome nacional, dando ainda espaço aos agentes de Coimbra ligados a esta área comercial (livrarias, alfarrabistas e projetos editoriais).

 

Dando prossecução à implementação de uma estratégia de programação cultural mais vasta, a Câmara Municipal (CM) de Coimbra, numa lógica de agregar novas dimensões artísticas e culturais de caráter distintivo e em formatos menos habituais de concerto, performance e recital , a cargo de reconhecidos nomes do panorama musical e literário nacional e de alguns projetos sediados no concelho, a Feira do Livro continua a apostar em várias apresentações de livros, debates e diálogos dinamizados por um reputado conjunto de escritores, contando com as presenças de relevantes nomes da literatura nacional como Afonso Cruz, Isabel Stilwell e Vicente Alves do Ó, entre outros nomes da literatura nacional.

 

No ano em que se assinala o Centenário do Nascimento de Eduardo Lourenço – destacada figura da cultura portuguesa, ensaísta, escritor, professor e pensador, com fortes ligações a Coimbra – a edição 2023 da Feira do Livro pretende ser o pontapé de saída para a programação do Município de Coimbra relacionada com o seu legado, também através da criação de uma peça de arte urbana levada a cabo pela artista AHENEAH. Eugénio de Andrade, Natália Correia e Mário Cesariny (também centenários em 2023) serão assinalados na programação, quer através da apresentação de publicações, como em momentos performativos. 

 

A Biblioteca Municipal de Coimbra, que estará representada no evento, assinala de igual modo o seu Centenário na Feira do Livro, apresentando programação para todos os públicos, com ateliês de restauro e de encadernação de livros, lançamento e apresentação de obras. Durante os dias de semana, dinamizará encontros com xadrez e a “Hora do Conto”, pelas suas contadoras Helena Amaral e Liliana Machado, e aos fins de semana haverá lugar a jogos de tabuleiro na zona lounge da Feira.

 

De entre as atividades dirigidas ao público infanto-juvenil e famílias, destaca-se ainda a participação de escritores como José Fanha, Milu Loureiro, Fernando Marques Pereira e Carolina Sapienza-Bianchi, a que se soma João Manuel Ribeiro, um dos mais recentes vencedores do Golden Pear Award (Zlata hruška), com o livro “Meu avô, rei de coisa pouca”.

 

De salientar também duas rubricas inéditas com enfoque na lusofonia e nos artistas emergentes: “Ciclo da Cidadania da Língua” e “Ciclo Emergente”. 

 

O “Ciclo de Cidadania da Língua”, com a curadoria da Associação Portugal-Brasil 200 anos, irá abordar a língua portuguesa numa perspetiva global, através de apresentações, conversas e outros momentos, conduzindo o público ao conhecimento de outras nacionalidades através do mesmo idioma, trazendo autores premiados como Laurentino Gomes ao evento. 

 

Já o “Ciclo Emergente” explora os novos talentos e a sua relação com o território. Com curadoria da Associação Apura, a iniciativa procura dar visibilidade a jovens e novos artistas de Coimbra que desenvolvem trabalho através de uma forte relação com a palavra, manifestando-se em múltiplos formatos performativos.

 

No âmbito da relação com o território, a Fundação INATEL desempenha um papel de importância, através do patrocínio de apresentações musicais de artistas radicados na cidade.

 

Numa parceria com a Associação Há Baixa, Associação Recortar Palavras, Associação Académica de Coimbra e Cooperativa Bonifrates, o envolvimento comunitário do evento é reforçado através de concertos, arte urbana, jogos, leitura de poemas e performances.

 

Nesta edição, evidencia-se a presença de projetos e vozes com relevância no meio artístico nacional, com grande atenção à relação da música com a poesia, como A Garota Não, Adolfo Luxúria Canibal, Lisbon Poetry Orchestra, Joana Alegre ou Maze & Spock.

 

A Feira do Livro vai funcionar todos os dias das 11h00 às 22h30. 

 

Para mais informações sobre o programa detalhado da Feira do Livro, os interessados devem consultar os canais de comunicação da Câmara Municipal (site e redes sociais) ou contactar a Divisão de Cultura, responsável pela organização do evento, através dos seguintes contactos: 239 702 630 ou cultura@cm-coimbra.pt.

 

Programa completo aqui: https://www.coimbra.pt/wp-content/uploads/2023/05/Programacao_FdL_2023.pdf

Posts relacionados