Scroll Top

CM DE COIMBRA VAI ADERIR AO PACTO LOCAL PARA A EMPREGABILIDADE E EMPREENDEDORISMO JOVEM 

DO OUTRO LADO

À reunião do Executivo da próxima segunda-feira, dia 13 de maio, vai a proposta de adesão do Município de Coimbra ao Pacto Local para a Empregabilidade e Empreendedorismo Jovem. Trata-se de uma iniciativa de networking entre municípios comprometidos em oferecer aos jovens mais e melhores oportunidades para o futuro, criando condições para o seu desenvolvimento pessoal, social e profissional. 

 

Dada a relevância da temática empregabilidade e formação profissional, e tendo em conta a atuação do Executivo municipal em torno destas áreas, a Câmara Municipal (CM) de Coimbra pretende, agora, aderir ao Pacto Local para a Empregabilidade e Empreendedorismo Jovem. Este compromisso pretende servir de plataforma de partilha informal para que os municípios possam facilitar oportunidades de desenvolvimento de competências essenciais à empregabilidade de qualidade e empreendedorismo jovem, e com isso apoiar a fixação dos seus jovens. 

 

O projeto será acompanhado pelos vereadores com os pelouros do Empreendedorismo, Miguel Fonseca, e da Juventude, Carlos Matias Lopes, que vão designar, em conjuntos com os dirigentes dos respetivos serviços, os técnicos responsáveis por acompanhar o Pacto. A adesão ao Pacto Local para a Empregabilidade e Empreendedorismo Jovem por parte do Município de Coimbra não obriga a qualquer retribuição financeira, formalizando-se através da assinatura de adesão.

 

Os objetivos passam por promover a fixação dos jovens nos territórios, adequar a qualificação dos jovens às necessidades locais, reduzir o desemprego jovem, facilitar o acesso a informação, reforçar a cooperação dos municípios e capacitar técnicos municipais.

 

A entidade que promove o Pacto é a Dypall Network – Associação para o Desenvolvimento da Participação Cidadã, uma associação sem fins lucrativos, com sede em Faro, que tem como fim a “promoção da cidadania e da participação cidadã para o desenvolvimento de projetos educativos, seminários, conferências, apoio ao desenvolvimento de projetos de associações e outras entidades públicas e privadas na área da participação cidadã e no desenvolvimento de politicas públicas que fomentam uma maior participação”.



Posts relacionados