Scroll Top

CM DE COIMBRA ASSINALA 5 DE OUTUBRO COM VISITAS GUIADAS, HOMENAGENS E APRESENTAÇÃO DE LIVRO

DO OUTRO LADO

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra preparou um conjunto de atividades para assinalar o 5 de outubro. Ao longo do dia, decorrem, em vários espaços da cidade, diversas iniciativas que visam celebrar esta efeméride de caráter nacional. Visitas guiadas dedicadas à temática da Implantação da República, homenagens a personalidades do republicanismo em Coimbra, e apresentação da obra “Coimbra e a República – da propaganda à proclamação” da autoria de Carlos Santarém Andrade marcam a agenda do dia.

A CM de Coimbra vai assinalar o 5 de outubro, data incontornável para a História de Portugal, na próxima terça-feira com um conjunto de iniciativas e homenagens, alusivas à efeméride.  

O programa das comemorações contempla duas visitas guiadas. Pelas 10h00, decorre uma visita dedicada ao tema “Coimbra e o Busto da Républica”, orientada pelas ruas da Baixa da cidade, fazendo alusão ao trabalho artístico do escultor conimbricense João Machado, com especial destaque para o Busto da República. O local de encontro é a Ladeira de Santa Justa. Já no período da tarde, pelas 15h00, com encontro marcado para a Praça D. Dinis, tem lugar a visita guiada “Coimbra Republicana” que, seguindo um percurso orientado pelas ruas da Alta até à Baixa, procurara evocar personalidades ligadas ao republicanismo, através da toponímia e dos edifícios envolventes. As visitas são gratuitas, mas é necessário fazer com inscrição prévia através do contacto telefónico: 239702630 ou do e-mail: roteirosdecoimbra@cm-coimbra.pt. Em ambas as visitas, o limite máximo de participantes é de 25 pessoas e serão consideradas inscrições até às 15h00 do último dia útil antes da data da realização das visitas.

Às 11h00, decorre a cerimónia solene de Hastear da Bandeira Nacional, na varanda dos Paços do Município, ao som do Hino Nacional executado pela Filarmónica União Taveirense. Pelas 11h30, no Cemitério de Santo António dos Olivais, destaque para a homenagem a José Falcão, ilustre figura do período oitocentista e uma das vozes mais audazes e justas da propaganda republicana, que se tornou um dos vultos mais evocados pela geração do Ultimato e cuja obra “Cartilha do Povo” teve em 1896 uma edição popular promovida pelos estudantes republicanos de Coimbra. Às 11h45, na Avenida João das Regras, é homenageado outro grande vulto da República em Coimbra, Bissaya Barreto, que enquanto estudante e republicano convicto, viveu intensamente a Greve académica de 1907 e os movimentos estudantis republicanos que antecederam e levaram à queda da monarquia, tendo sido fundador da loja maçónica “A Revolta”, membro do comité da Carbonária de Coimbra em 1909, e eleito deputado à assembleia nacional Constituinte pelo partido evolucionista liderado por António José de Almeida para o período de 1911-1915. E pelas 16h45, na Igreja de Santa Cruz, será homenageado D. Afonso Henriques por ocasião do 879º aniversário da Fundação de Portugal. 

O programa termina com o lançamento da obra “Coimbra e a República – da propaganda à proclamação”, às 16h30, na Sala Francisco Sá de Miranda, na Casa Municipal da Cultura. A obra da autoria de Carlos Santarém Andrade, prestigiado investigador, autor de várias obras e antigo diretor da Biblioteca Municipal, será apresentada por Fernando Catroga, catedrático jubilado da FLUC. A apresentação do livro é precedida por uma visita a exposição biobibliográfica com diversos artigos alusivos à Implantação da República (fotografias, recortes de jornais, entre outros), do espólio de Carlos Santarém Andrade, em exibição no espaço educativo da Biblioteca Municipal.

Posts relacionados