Scroll Top

CENTRO INTERPRETATIVO DE MONTEMOR-O-VELHO INAUGURADO SOB O SIGNO DA INOVAÇÃO

DO OUTRO LADO
O Centro Interpretativo de Montemor-o-Velho já abriu as suas portas. 
Ao juntar “inovação e tecnologia de topo”, o Centro Interpretativo permite, através de diferentes narrativas, recursos tecnológicos e espaços expositivos, “conhecer o concelho de Montemor-o-Velho em profundidade, sem limites e de uma forma muito interativa”. As palavras são do presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, e foram proferidas esta quarta-feira, dia 7 de junho, na inauguração do novo espaço de divulgação e promoção do concelho.
Cada visita é única e “o visitante é desafiado a interagir para descobrir os segredos e a história do concelho”. Confiante que o Centro Interpretativo “vai surpreender” os diversos públicos, Emílio Torrão deixou ainda a garantia de que o espaço “vai continuar a ser renovado” com novos conteúdos e das dinâmicas, conferindo-lhe “um caráter inovador e em constante atualização”.
 
Aberto de 3ª-feira a domingo, no Centro Interpretativo de Montemor-o-Velho respira-se a história, o património, a cultura e a identidade do concelho e das suas gentes. 
Dos jogos aos diversos conteúdos multimédia, tudo foi pensado ao pormenor para levar os visitantes numa viagem pelas raízes visuais, gráficas e sonoras de Montemor-o-Velho.
Logo no rés do chão da antiga galeria municipal, os jogos interativos desafiam crianças e adultos a apanhar os lagostins, uma das pragas dos campos de arroz carolino do Baixo Mondego, ou a desvendar as lendas do concelho, descobrindo, por exemplo, as arcas escondidas no Castelo.
A parede multimédia, onde é possível assistir a diversos vídeos promocionais e informativos legendados, os balcões e quiosques interativos e a peça do mês divulgam as riquezas, personalidades e património material e imaterial do concelho.
O túnel do tempo, no piso 1, transporta os visitantes numa viagem por Montemor-o-Velho desde os seus primórdios até à contemporaneidade.
A viagem no tempo continua com o álbum de fotografias antigas que  mostra o Montemor de antigamente, sendo também uma oportunidade para os munícipes recordarem e reviverem algumas das suas memórias de infância.
 
A forte componente tecnológica associada ao espaço é colocada ao serviço dos diversos tipos de público, permitindo a alteração em tempo real de conteúdos para um maior ajuste da visita ao público.
 
O espaço é acessível a pessoas com mobilidade condicionada, dispondo de rampas de acesso e elevador para o 1º andar.
 
Representando um investimento de cerca de 180 mil euros, o Centro Interpretativo contou com o apoio da ADELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, no âmbito do DLBC (Desenvolvimento Local de Base Comunitária)/Rural LEADER AD ELO e ao abrigo da sua Estratégia Local, tendo sido alvo de candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020.
 
 
Horário Centro Interpretativo
Aberto de 3ª-feira a domingo
10h-12h30 e 15h-18h30 (de 1 de março a 31 de outubro)
10h-12h30 e 14h-17h30 (de 1 novembro a 28/29 de fevereiro)
Encerrado nos dias de Ano Novo, domingo de Páscoa e Natal.

Posts relacionados