Scroll Top

CAIXA DE PANDORA #4

Patty Diphusa DESTAQUE

No tempo das vacas gordas havia a Feira do Livro. Para quem já não se lembra, a dita acontecia na Praia de Mira, numas barraquinhas feitas de madeira, ao pé do palco da barrinha, com animação musical à mistura e fazia as delícias dos veraneantes e dos mirenses, verdade seja dita.

Agora, se um mirense quiser ir a uma feira do livro, tem de se deslocar à de Aveiro ou à de Coimbra. E, se for dos ambiciosos, irá a Lisboa ou ao Porto. Escusado, claro está, quando tínhamos à nossa porta uma oportunidade tão boa de adquirir livros a preço de feira e, ao mesmo tempo, ajudar os livreiros.

Fico baralhada. O Presidente Raul diz que a cultura é importante, apregoa aos sete ventos a importância da mesma. Mas só deve ser importante no Seixo, lá naquela casinha Gandareza. Ou é da minha cabeça?

Bem, o suor dos seus grandes treinos de ginásio deve estar a afetar-lhe a noção de cultura.

Até quarta, abraços.

Patty Diphusa nasceu nas terras de Mira em 1974 e um dia, quando todos estavam distraídos, meteu pés ao caminho e foi por aí. Hoje, atenta ao que se passa na terra onde nasceu, vai vendo e vai escrevendo sobre coisas que vão surgindo. Sobre coisas que a rodeiam.

Posts relacionados